Conheça a PSICOTERAPIA TRANSPESSOAL, o TARÔ CONEXÃO COM A ESSÊNCIA e as VIVÊNCIAS ENERGÉTICAS (em grupo) por Adriano Rizk.

Acesse: www.psicoterapia-transpessoal.com


domingo, 30 de setembro de 2012

OFF/ON



Porta fechada
Silêncio em riste
Mente sufocada
Semblante triste.

Porta aberta
Silêncio interno
Mente esperta
Semblante terno.


 
Adriano Rizk
30/09/2012

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

QUESTÃO DE OPÇÃO



Enxergue o labirinto
De longas estradas
Por vezes esburacadas
Com sinuosas curvas
Em paisagens turvas.


Afrouxe o cinto
Destino é incerto
Pode estar perto
Aventura desmedida
Ansiedade comedida.


Medo jaz, extinto
Ao ar livre a prisão
Rigorosa precisão
Com grades de isopor
Ainda quer o torpor?




Adriano Rizk
21/09/2012

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

RARO EFEITO



Quanto mais eu penso
Menos tenho senso
Quanto menos respiro
Mais sujeira aspiro.


Eu me disponho a focar
Não me deixar sufocar
Novo caminho trilhar
Ver outra estrela brilhar.




Adriano Rizk
20/09/2012

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

POR QUE NÃO ME DIVIRTO?



Brinco que sou gente grande e me sinto gigante.
Vroooom!!! Vroooom!!! Eu quero dirigir!
Dentro do carro de papai, sou o mais falante.
Ainda sou criança. Como é difícil digerir!


Por que meninos e meninas não brincam juntos?
Para os meninos, carrinho. Para as meninas, casinha.
Carrinho e casinha parecem opostos assuntos?
Então menino que ajuda mamãe em casa é mulherzinha?


De novo estou sozinho: o menino solidão!
Comparo números aos primos que tenho a esmo.
Matematicamente, eis a explicação:
Primo é divisível só por um ou por ele mesmo.


Toda criança tem alma de artista.
Eu quero ser ator, cantor, compositor.
Então mamãe me leva ao dentista
E agrada papai, o agora construtor.


Não tenho um melhor amigo. Somente um irmão choroso.
Às suas custas me divirto. Não sou santinho.
“Manheeeeeeeeeeeeeê, olha ele!” é seu jargão primoroso,
Seguido de um enorme bico. Que bonitinho.


Papai e mamãe: que alegria!!!
Ele trabalha. Ela enfeita.
Não entendo minha alergia.
Somos uma família perfeita.


Mas foi na escola que uma coisa estranha me aconteceu.
Eu era um bom aluno e para casa vinha cedo.
Em um belo dia meu corpo subitamente estremeceu,
A partir daí todos os meninos me punham medo.


Eu só queria crescer. Que mal há nisso?
O tempo é totalmente impassível.
O que passou pode não ser exatamente isso.
Agora quero ser mais sensível.

 


Adriano Rizk
18/01/2008 (um de meus primeiros textos)

terça-feira, 11 de setembro de 2012

ORNAMENTO



 
Na calmaria do mar
Salta o peixe
E permanece a nadar.

 

 
Adriano Rizk
11/09/2012